Eventos

  • Compartilhar
  • Oficina do Estudante no Facebook
  • Oficina do Estudante no Twitter
  • Imprimir Imprimir

Oficina comprometida com o combate ao bullying

24 de Maio de 2017

A Oficina do Estudante, em Campinas, está realizado esta semana uma série de atividades de combate ao bullying - que são agressões verbais, psicológicas e/ ou físicas feitas a colega(s), que são alvo boatos e piadas, e que são excluídos propositalmente.

As atividades fazem parte do Projeto Oficina da Cidadania, que alerta e conscientiza os jovens para problemas cotidianos.

Na segunda-feira (22), o advogado Renato Savy falou sobre bullying e cyberbullying para os alunos na arena do colégio, que ficou lotada.

Nesta quarta (24), os estudantes assistiram ao filme Corrente do Bem; e na quinta (25), assistirão a Um Grito de Socorro.

Na próxima segunda (29) haverá um debate com um sociólogo, um psicólogo e duas vítimas - que já sofreram pelo transtorno; e na terça (30), a premiação de redações.

De acordo com o o terceiro - e mais recente - volume do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa), cerca de um em cada dez estudantes é vítima frequente do problema nas escolas brasileiras.

O levantamento foi elaborado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), com a participação de 540 mil estudantes de 15 anos de idade, que, por amostragem, representam 29 milhões de alunos de 72 países.

No caso do Brasil, especificamente, 17,5% disseram sofrer algum tipo de bullying "algumas vezes por mês"; 9,3%, afirmaram que são alvo de piadas; 7,9%, que o são de rumores; 7,8%, que são excluídos por colegas; 5,3%, que têm objetos destruídos; 4,1%, que são ameaçados; e 3,2%, que são agredidos fisicamente.


A Oficina do Estudante, em Campinas, está realizado esta semana uma série de atividades de combate ao bullying - que são agressões verbais, psicológicas e/ ou físicas feitas a colega(s), que são alvo boatos e piadas, e que são excluídos propositalmente.

As atividades fazem parte do Projeto Oficina da Cidadania, que alerta e conscientiza os jovens para problemas cotidianos.


Na segunda-feira (22), o advogado Renato Savy falou sobre bullying e cyberbullying para os alunos na arena do colégio, que ficou lotada.

Nesta quarta (24), os estudantes assistiram ao filme Corrente do Bem; e na quinta (25), assistirão a Um Grito de Socorro.

Na próxima segunda (29) haverá um debate com um sociólogo, um psicólogo e duas vítimas - que já sofreram pelo transtorno; e na terça (30), a premiação de redações.


De acordo com o o terceiro - e mais recente - volume do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa), cerca de um em cada dez estudantes é vítima frequente do problema nas escolas brasileiras.

O levantamento foi elaborado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), com a participação de 540 mil estudantes de 15 anos de idade, que, por amostragem, representam 29 milhões de alunos de 72 países.

No caso do Brasil, especificamente, 17,5% disseram sofrer algum tipo de bullying "algumas vezes por mês"; 9,3%, afirmaram que são alvo de piadas; 7,9%, que o são de rumores; 7,8%, que são excluídos por colegas; 5,3%, que têm objetos destruídos; 4,1%, que são ameaçados; e 3,2%, que são agredidos fisicamente.