Gramaticando

  • Compartilhar
  • Oficina do Estudante no Facebook
  • Oficina do Estudante no Twitter
  • Imprimir Imprimir

Imigrante ou Emigrante?

20 de Fevereiro de 2012



E aí, gente, tudo bom?



Nessa semana o “Gramaticando” vai tratar de uma diferença básica entre duas palavras que podem ser úteis na sua prova de geografia. Você sabe qual a diferença entre imigrante e emigrante?



É comum a tentativa de memorização com imigrante é o que chega, emigrante é o que sai. Fato que esse pensamento está correto, mas você sabe o porquê disso? Para explicar melhor, vamos voltar ao tempo e pensar sobre uma língua antiga, o latim.

Os prefixos in e ex eram extremamente comuns no idioma latino.



O primeiro (in) determinava ação realizada para dentro (como no verbo inire, ir para dentro/entrar), enquanto o segundo, ação para fora (exire, sair).


Tal utilização prefixal se manteve em nosso idioma português, com a diferença que o ex se tornou apenas e.



Tendo em vista que as duas palavras têm origem em migrante (pessoa que muda de região), imigrante realmente é quem chega a um lugar diferente de sua terra natal e emigrante quem sai de seu lugar de origem.



Repare que esses prefixos são utilizados em outras palavras, como imergir (mergulhar, afundar) e emergir (surgir, sair de onde estava mergulhado) ou inspirar (puxar o ar) e expirar (soltar o ar)



Esquematizando:

Existe um grande fluxo migratório no Brasil (referente a pessoas que chegam e saem)



Durante muito tempo, São Paulo recebeu vários imigrantes. (pessoas que chegam)



Era comum a população nordestina emigrar. (sair de sua região)

O mergulhador imergiu nas águas profundas. (entrou, mergulhou)



O país possui uma economia emergente. (que está aparecendo, em ascenção)



Minha personal trainer recomendou que eu inspirasse pelo nariz e expirasse pela boca quando fosse correr. (que eu puxasse o ar pelo nariz e o soltasse pela boca)



Ficou claro? Ainda tem alguma dúvida imersa? Surgiu outra? Entre em contato e evoque-a. Ela será respondida aqui mesmo.

Obrigado pela atenção, um beijo no coração e até a próxima!



Ivan Perina, Professor de Língua Portuguesa, Graduando em Letras pela UNICAMP

Oficina do Estudante

Cursinho Pré-Vestibular e Ensino Médio de Campinas

www.oficinadoestudante.com.br



E aí, gente, tudo bom?



Nessa semana o “Gramaticando” vai tratar de uma diferença básica entre duas palavras que podem ser úteis na sua prova de geografia. Você sabe qual a diferença entre imigrante e emigrante?



É comum a tentativa de memorização com imigrante é o que chega, emigrante é o que sai. Fato que esse pensamento está correto, mas você sabe o porquê disso? Para explicar melhor, vamos voltar ao tempo e pensar sobre uma língua antiga, o latim.

Os prefixos in e ex eram extremamente comuns no idioma latino.



O primeiro (in) determinava ação realizada para dentro (como no verbo inire, ir para dentro/entrar), enquanto o segundo, ação para fora (exire, sair).


Tal utilização prefixal se manteve em nosso idioma português, com a diferença que o ex se tornou apenas e.



Tendo em vista que as duas palavras têm origem em migrante (pessoa que muda de região), imigrante realmente é quem chega a um lugar diferente de sua terra natal e emigrante quem sai de seu lugar de origem.



Repare que esses prefixos são utilizados em outras palavras, como imergir (mergulhar, afundar) e emergir (surgir, sair de onde estava mergulhado) ou inspirar (puxar o ar) e expirar (soltar o ar)



Esquematizando:

Existe um grande fluxo migratório no Brasil (referente a pessoas que chegam e saem)



Durante muito tempo, São Paulo recebeu vários imigrantes. (pessoas que chegam)



Era comum a população nordestina emigrar. (sair de sua região)

O mergulhador imergiu nas águas profundas. (entrou, mergulhou)



O país possui uma economia emergente. (que está aparecendo, em ascenção)



Minha personal trainer recomendou que eu inspirasse pelo nariz e expirasse pela boca quando fosse correr. (que eu puxasse o ar pelo nariz e o soltasse pela boca)



Ficou claro? Ainda tem alguma dúvida imersa? Surgiu outra? Entre em contato e evoque-a. Ela será respondida aqui mesmo.

Obrigado pela atenção, um beijo no coração e até a próxima!



Ivan Perina, Professor de Língua Portuguesa, Graduando em Letras pela UNICAMP

Oficina do Estudante

Cursinho Pré-Vestibular e Ensino Médio de Campinas

www.oficinadoestudante.com.br