Info-bixo

  • Compartilhar
  • Oficina do Estudante no Facebook
  • Oficina do Estudante no Twitter
  • Imprimir Imprimir

UEM realiza vestibular de inverno em nove cidades

18 de Julho de 2016

O Vestibular de Inverno da Universidade Estadual de Maringá (UEM), no norte do Paraná, começou neste domingo (17). A primeira prova foi de conhecimentos gerais, com 40 questões com múltiplas alternativas. Os candidatos responderam perguntas de arte, biologia, filosofia, física, geografia, história, matemática, química e sociologia.

No total, o concurso registrou 17.505 inscrições homologadas. Os candidatos concorrem a 1.470 vagas distribuídas em 69 cursos de graduação. O concurso segue até terça-feira (19) e as provas serão aplicadas, além de Maringá, em Cianorte, Campo Mourão, Paranavaí,

Nos próximos dois dias, as provas serão aplicadas sempre das 9h às 13h. Nesta segunda-feira (18), os candidatos farão as provas de português, literatura, língua estrangeira e redação. Neste dia, serão dez questões de língua portuguesa, cinco de literatura e cinco de língua estrangeira. Os vestibulandos ainda devem produzir de dois a quatro gêneros textuais.

No último dia de vestibular, na terça-feira, será aplicada a prova de conhecimentos específicos, com 40 questões, sendo 20 de cada uma das matérias pertinentes ao curso escolhido pelo candidato.

Novidades no concurso
Nesta edição do processo seletivo, a UEM adotou a renda familiar como critério de desempate.

A nova regra prevê que, no caso de empate entre dois ou mais candidatos a um mesmo curso, turno e campus, a vaga será destinada à pessoa que tiver comprovado renda familiar inferior a dez salários mínimos ou menor renda, no caso de nova igualdade.

A universidade ressalta que, ao fazer a inscrição, o candidato teve que declarar a renda familiar em salários mínimos. Os documentos que comprovam o rendimento serão apresentados no ato da matrícula, caso exista empate. Se a informação for falsa, o candidato perderá a vaga.

Fonte: G1

O Vestibular de Inverno da Universidade Estadual de Maringá (UEM), no norte do Paraná, começou neste domingo (17). A primeira prova foi de conhecimentos gerais, com 40 questões com múltiplas alternativas. Os candidatos responderam perguntas de arte, biologia, filosofia, física, geografia, história, matemática, química e sociologia.

No total, o concurso registrou 17.505 inscrições homologadas. Os candidatos concorrem a 1.470 vagas distribuídas em 69 cursos de graduação. O concurso segue até terça-feira (19) e as provas serão aplicadas, além de Maringá, em Cianorte, Campo Mourão, Paranavaí,

Nos próximos dois dias, as provas serão aplicadas sempre das 9h às 13h. Nesta segunda-feira (18), os candidatos farão as provas de português, literatura, língua estrangeira e redação. Neste dia, serão dez questões de língua portuguesa, cinco de literatura e cinco de língua estrangeira. Os vestibulandos ainda devem produzir de dois a quatro gêneros textuais.

No último dia de vestibular, na terça-feira, será aplicada a prova de conhecimentos específicos, com 40 questões, sendo 20 de cada uma das matérias pertinentes ao curso escolhido pelo candidato.

Novidades no concurso
Nesta edição do processo seletivo, a UEM adotou a renda familiar como critério de desempate.

A nova regra prevê que, no caso de empate entre dois ou mais candidatos a um mesmo curso, turno e campus, a vaga será destinada à pessoa que tiver comprovado renda familiar inferior a dez salários mínimos ou menor renda, no caso de nova igualdade.

A universidade ressalta que, ao fazer a inscrição, o candidato teve que declarar a renda familiar em salários mínimos. Os documentos que comprovam o rendimento serão apresentados no ato da matrícula, caso exista empate. Se a informação for falsa, o candidato perderá a vaga.

Fonte: G1