Info-bixo

  • Compartilhar
  • Oficina do Estudante no Facebook
  • Oficina do Estudante no Twitter
  • Imprimir Imprimir

5 erros que você deve evitar para não ter nota baixa na redação do Enem

28 de Outubro de 2016

A redação do Enem é uma das partes mais importantes do exame.

Quando bem feita, pode aumentar a média final da prova – por isso, é essencial que o estudante se dedique a ela, não importa qual curso queira fazer.

E para ajudar você a mandar bem na redação do Enem, listamos aqui alguns dos erros mais comuns que o estudante deve evitar enquanto escreve o texto. Confira!

– Tome cuidado com radicalismos. A banca quer que a defesa do ponto de vista ocorra com argumentos e posições claras, racionais e, principalmente, respeitosas. Por isso, evite usar qualquer expressão extremista, mesmo que sejam termos como “nunca”, “sempre”, “jamais”.
– Evite usar clichês, provérbios e citações sem critério. Você pode acabar errando o autor da expressão (o que pega muito mal), ou até mesmo usá-la fora de contexto, o que pode direcionar a sua redação para um lado que você não quer.

– Rebuscar demais as palavras também não é uma boa ideia. Seu texto pode ficar sem fluência e clareza, dificultando a compreensão do corretor. Lembre-se: linguagem formal não é sinônimo de linguagem complicada.

– O uso da linguagem oral também deve ser bem pensado. Expressões coloquiais e gírias, como “irado”, não são adequadas a um texto que exige a norma culta da língua.

– Erros de gramática: esse nem precisa explicar, não é? Deslizes graves de regras do português podem descontar muitos pontos da sua redação. Se houver dúvida na hora de usar algum termo, procure trocá-lo por outra palavra mais segura, para não arriscar.

O que pode zerar a sua redação

Fugir do tema;
Fugir do tipo dissertação;
Texto com até 7 linhas;
Impropérios, desenhos e deboches;
Desrespeito aos direitos humanos (racismo, xenofobia e homofobia);
Folha de redação em branco.

A redação do Enem é uma das partes mais importantes do exame.

Quando bem feita, pode aumentar a média final da prova – por isso, é essencial que o estudante se dedique a ela, não importa qual curso queira fazer.

E para ajudar você a mandar bem na redação do Enem, listamos aqui alguns dos erros mais comuns que o estudante deve evitar enquanto escreve o texto. Confira!

– Tome cuidado com radicalismos. A banca quer que a defesa do ponto de vista ocorra com argumentos e posições claras, racionais e, principalmente, respeitosas. Por isso, evite usar qualquer expressão extremista, mesmo que sejam termos como “nunca”, “sempre”, “jamais”.
– Evite usar clichês, provérbios e citações sem critério. Você pode acabar errando o autor da expressão (o que pega muito mal), ou até mesmo usá-la fora de contexto, o que pode direcionar a sua redação para um lado que você não quer.

– Rebuscar demais as palavras também não é uma boa ideia. Seu texto pode ficar sem fluência e clareza, dificultando a compreensão do corretor. Lembre-se: linguagem formal não é sinônimo de linguagem complicada.

– O uso da linguagem oral também deve ser bem pensado. Expressões coloquiais e gírias, como “irado”, não são adequadas a um texto que exige a norma culta da língua.

– Erros de gramática: esse nem precisa explicar, não é? Deslizes graves de regras do português podem descontar muitos pontos da sua redação. Se houver dúvida na hora de usar algum termo, procure trocá-lo por outra palavra mais segura, para não arriscar.

O que pode zerar a sua redação

Fugir do tema;
Fugir do tipo dissertação;
Texto com até 7 linhas;
Impropérios, desenhos e deboches;
Desrespeito aos direitos humanos (racismo, xenofobia e homofobia);
Folha de redação em branco.