Info-bixo

  • Compartilhar
  • Oficina do Estudante no Facebook
  • Oficina do Estudante no Twitter
  • Imprimir Imprimir

Fuvest 2017: notas de corte da 1ª fase são divulgadas

13 de Dezembro de 2016

A Fundação Universitária para o Vestibular (Fuvest) divulgou, nesta terça-feira, a relação das notas de corte da primeira fase vestibular 2017. Os estudantes interessados podem conferir a tabela completa no site oficial. Essa relação mostra o número de pontos necessários para que o candidato seja aprovado para a segunda fase do processo seletivo no curso que escolheu.

CONFIRA A TABELA COMPLETA NO SITE OFICIAL


Em relação ao ano passado, houve queda da pontuação miníma entre as 22 carreiras com as maiores notas de corte (todas estão acima de 50 pontos). Em medicina, por exemplo, a pontuação mínima era de 73 pontos. Na Fuvest deste ano, a nota de corte no curso passou para 69 pontos.

A lista oficial de aprovados para segunda fase será divulgada em 19 de dezembro no site da Fuvest. Serão convocados 22.870 estudantes, incluindo os alunos classificados como treineiros no vestibular.

O exame da próxima etapa ocorrerá entre 8 e 10 de janeiro de 2017. No primeiro dia, as questões serão de português e redação. No dia seguinte, a prova será composta por matemática, física, química, biologia, inglês, história e geografia. Já a terceira e última parte é um exame específico de acordo com o curso escolhido pelo candidato.

A primeira lista dos selecionados para as vagas da Universidade de São Paulo e da Faculdade de Ciência Médicas da Santa Casa será divulgada em 2 de fevereiro. Segundo edital da Fuvest 2017, estão previstas oito chamadas de aprovados.

Sisu na Usp

A Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU), a Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) e a Escola de Comunicação e Artes (ECA) já decidiram destinar parte de suas vagas para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que prevê a entrada de candidatos pela nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A Escola Politécnica (Poli) reservou 10% das vagas no sistema de seleção, sem destinar vagas exclusivamente para os alunos oriundos do ensino público. Além delas, a Faculdade de Odontologia (FO), o Instituto de Química de São Carlos (IQSC) e o Instituto de Arquitetura e Urbanismo em São Carlos (IAU) irão participar do processo pela primeira vez.

O número de vagas no Sisu subiu de 1.996 para 2.338. Em comparação com o vestibular 2016, houve um aumento de 45%.

A Fundação Universitária para o Vestibular (Fuvest) divulgou, nesta terça-feira, a relação das notas de corte da primeira fase vestibular 2017. Os estudantes interessados podem conferir a tabela completa no site oficial. Essa relação mostra o número de pontos necessários para que o candidato seja aprovado para a segunda fase do processo seletivo no curso que escolheu.

CONFIRA A TABELA COMPLETA NO SITE OFICIAL


Em relação ao ano passado, houve queda da pontuação miníma entre as 22 carreiras com as maiores notas de corte (todas estão acima de 50 pontos). Em medicina, por exemplo, a pontuação mínima era de 73 pontos. Na Fuvest deste ano, a nota de corte no curso passou para 69 pontos.

A lista oficial de aprovados para segunda fase será divulgada em 19 de dezembro no site da Fuvest. Serão convocados 22.870 estudantes, incluindo os alunos classificados como treineiros no vestibular.

O exame da próxima etapa ocorrerá entre 8 e 10 de janeiro de 2017. No primeiro dia, as questões serão de português e redação. No dia seguinte, a prova será composta por matemática, física, química, biologia, inglês, história e geografia. Já a terceira e última parte é um exame específico de acordo com o curso escolhido pelo candidato.

A primeira lista dos selecionados para as vagas da Universidade de São Paulo e da Faculdade de Ciência Médicas da Santa Casa será divulgada em 2 de fevereiro. Segundo edital da Fuvest 2017, estão previstas oito chamadas de aprovados.

Sisu na Usp

A Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU), a Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) e a Escola de Comunicação e Artes (ECA) já decidiram destinar parte de suas vagas para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que prevê a entrada de candidatos pela nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A Escola Politécnica (Poli) reservou 10% das vagas no sistema de seleção, sem destinar vagas exclusivamente para os alunos oriundos do ensino público. Além delas, a Faculdade de Odontologia (FO), o Instituto de Química de São Carlos (IQSC) e o Instituto de Arquitetura e Urbanismo em São Carlos (IAU) irão participar do processo pela primeira vez.

O número de vagas no Sisu subiu de 1.996 para 2.338. Em comparação com o vestibular 2016, houve um aumento de 45%.