Info-bixo

  • Compartilhar
  • Oficina do Estudante no Facebook
  • Oficina do Estudante no Twitter
  • Imprimir Imprimir

12% dos inscritos para o vestibular da Unemat faltam à prova

28 de Junho de 2017

Cerca de 1,9 mil candidatos faltaram às provas do vestibular da Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat), realizado no último domingo (25) em 14 municípios do estado.

Eles representam 12% do total de 15.175 candidatos que se inscreveram para os cursos ofertados pela instituição.

Segundo a coordenadora do vestibular da Unemat em Sinop, a 503 quilômetros de Cuiabá, Ana Cristina Bianchini, o número de desistentes já era esperado pela universidade. Naquele polo, 275 candidatos faltaram, de um total de 1.779 inscritos.

A coordenadora salienta que as faltas não acarretam em prejuízo à instituição, uma vez que o processo seletivo é custeado pelos candidatos que pagam pela inscrição.

No entanto, aqueles que tiveram a isenção do pagamento da taxa de inscrição deferidas pela instituição, não poderão contar com o benefício em caso de uma nova tentativa.

“O prejuízo é para o próprio candidato. No próximo vestibular, o pedido dele [de isenção da taxa] é indeferido. Ele não conseguirá mais”, afirmou.

As provas foram aplicadas em 14 municípios mato-grossenses: Alta Floresta, Alto Araguaia, Barra do Bugres, Cáceres, Colíder, Cuiabá, Diamantino, Juara, Nova Mutum, Nova Xavantina, Pontes e Lacerda, Rondonópolis, Sinop e Tangará da Serra.

O vestibular disponibiliza 2.420 vagas. A Unemat adota sistema de ações afirmativas, em que todos os cursos oferecidos destinam 30% das vagas para estudantes oriundos de escolas públicas, e reservam 25% para candidatos negros ou pardos e 5% para candidatos indígenas, pelo Programa de Integração e Inclusão Étnico-Racial (PIIER). As outras 40% das vagas são para ampla concorrência.

De acordo com a Unemat, o gabarito oficial deve ser divulgado no dia 7 de julho. Já o resultado final será divulgado a partir do dia 11 agosto.

Créditos: G1

Cerca de 1,9 mil candidatos faltaram às provas do vestibular da Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat), realizado no último domingo (25) em 14 municípios do estado.

Eles representam 12% do total de 15.175 candidatos que se inscreveram para os cursos ofertados pela instituição.

Segundo a coordenadora do vestibular da Unemat em Sinop, a 503 quilômetros de Cuiabá, Ana Cristina Bianchini, o número de desistentes já era esperado pela universidade. Naquele polo, 275 candidatos faltaram, de um total de 1.779 inscritos.

A coordenadora salienta que as faltas não acarretam em prejuízo à instituição, uma vez que o processo seletivo é custeado pelos candidatos que pagam pela inscrição.

No entanto, aqueles que tiveram a isenção do pagamento da taxa de inscrição deferidas pela instituição, não poderão contar com o benefício em caso de uma nova tentativa.

“O prejuízo é para o próprio candidato. No próximo vestibular, o pedido dele [de isenção da taxa] é indeferido. Ele não conseguirá mais”, afirmou.

As provas foram aplicadas em 14 municípios mato-grossenses: Alta Floresta, Alto Araguaia, Barra do Bugres, Cáceres, Colíder, Cuiabá, Diamantino, Juara, Nova Mutum, Nova Xavantina, Pontes e Lacerda, Rondonópolis, Sinop e Tangará da Serra.

O vestibular disponibiliza 2.420 vagas. A Unemat adota sistema de ações afirmativas, em que todos os cursos oferecidos destinam 30% das vagas para estudantes oriundos de escolas públicas, e reservam 25% para candidatos negros ou pardos e 5% para candidatos indígenas, pelo Programa de Integração e Inclusão Étnico-Racial (PIIER). As outras 40% das vagas são para ampla concorrência.

De acordo com a Unemat, o gabarito oficial deve ser divulgado no dia 7 de julho. Já o resultado final será divulgado a partir do dia 11 agosto.

Créditos: G1