Orientação Vocacional

  • Compartilhar
  • Oficina do Estudante no Facebook
  • Oficina do Estudante no Twitter
  • Imprimir Imprimir

É só o começo!

11 de Novembro de 2010

A orientadora de carreira Daniela Leluddak fala aos leitores do portal do cursinho pré-vestibular Oficina do Estudante sobre a escolha profissional e carreira. A coach escreve quinzenalmente sobre assuntos relacionados ao vestibular.

Mesmo estando na reta final para os vestibulares é importante dizer que trata-se apenas do começo de uma grande jornada.

Tenho estado atenta a pressão que a sociedade faz para a escolha da área que os estudantes devem seguir com força total, ou seja, o mais breve possível. Todavia é importante deixar claro que esta fase é só o começo e que é esperado no decorrer dos estudos da escolha que foi feita agora que seja possível revê-la no decorrer da trajetória.

Quero dizer com este artigo que se trata apenas do começo de uma grande jornada e que ao escolher uma área para atuar agora está poderá ser alterada no decorrer de seus estudos e até da vida profissional.

A pressão que estamos exercendo nos alunos e nos nossos filhos, enfim que a sociedade nos aplica é importante avaliá-la com uma certa distancia para uma maior reflexão do caminho a ser seguido.

Um conselho aos pais e aos adolescentes em fase de escolha, parafraseando Ruben Alves (¹) é que não levem muito a sério esse ato de colocar a profissão naquele lugar terrível e que envolve sofrimento. Temos todos que ter em mente que é muito cedo para uma decisão tão grave. Considerem que é possível daqui a um ou dois anos, que a decisão tomada hoje pode e deve mudar.

O que este autor coloca e é percebido por quem trabalha com orientação de carreira de adultos é que se for necessário e oportuno existe a possibilidade de começarmos de novo sempre.

Na fase e maturidade dos adolescentes de hoje é importante não ter pressa e relembrando um artigo escrito por mim a um tempo atrás nesta mesma coluna, o estudante hoje está escolhendo um caminho e não necessariamente terminará nele.

A vida é uma grande jornada com muitos começos, por isso a escolha da profissão na adolescência é apenas o começo e considere para essa escolha o que seu coração diz (e acredite ...ele fala) e tendo a certeza de que nada é definitivo ... bem como na vida como um todo.

Até a próxima e calma nessa hora!!!!

(¹) Rubem Alves é escritor, educador, psicanalista, mestre e doutor em teologia.

Daniela Leluddak www.caddanbrasil.org.br


Oficina do Estudante, o Cursinho de Campinas que mais aprova nos vestibulares da Unicamp, Fuvest, Unesp, UfSCar e Unifesp.

www.oficinadoestudante.com.br

A orientadora de carreira Daniela Leluddak fala aos leitores do portal do cursinho pré-vestibular Oficina do Estudante sobre a escolha profissional e carreira. A coach escreve quinzenalmente sobre assuntos relacionados ao vestibular.

Mesmo estando na reta final para os vestibulares é importante dizer que trata-se apenas do começo de uma grande jornada.

Tenho estado atenta a pressão que a sociedade faz para a escolha da área que os estudantes devem seguir com força total, ou seja, o mais breve possível. Todavia é importante deixar claro que esta fase é só o começo e que é esperado no decorrer dos estudos da escolha que foi feita agora que seja possível revê-la no decorrer da trajetória.

Quero dizer com este artigo que se trata apenas do começo de uma grande jornada e que ao escolher uma área para atuar agora está poderá ser alterada no decorrer de seus estudos e até da vida profissional.

A pressão que estamos exercendo nos alunos e nos nossos filhos, enfim que a sociedade nos aplica é importante avaliá-la com uma certa distancia para uma maior reflexão do caminho a ser seguido.

Um conselho aos pais e aos adolescentes em fase de escolha, parafraseando Ruben Alves (¹) é que não levem muito a sério esse ato de colocar a profissão naquele lugar terrível e que envolve sofrimento. Temos todos que ter em mente que é muito cedo para uma decisão tão grave. Considerem que é possível daqui a um ou dois anos, que a decisão tomada hoje pode e deve mudar.

O que este autor coloca e é percebido por quem trabalha com orientação de carreira de adultos é que se for necessário e oportuno existe a possibilidade de começarmos de novo sempre.

Na fase e maturidade dos adolescentes de hoje é importante não ter pressa e relembrando um artigo escrito por mim a um tempo atrás nesta mesma coluna, o estudante hoje está escolhendo um caminho e não necessariamente terminará nele.

A vida é uma grande jornada com muitos começos, por isso a escolha da profissão na adolescência é apenas o começo e considere para essa escolha o que seu coração diz (e acredite ...ele fala) e tendo a certeza de que nada é definitivo ... bem como na vida como um todo.

Até a próxima e calma nessa hora!!!!

(¹) Rubem Alves é escritor, educador, psicanalista, mestre e doutor em teologia.

Daniela Leluddak www.caddanbrasil.org.br


Oficina do Estudante, o Cursinho de Campinas que mais aprova nos vestibulares da Unicamp, Fuvest, Unesp, UfSCar e Unifesp.

www.oficinadoestudante.com.br