• banner bolsa de estudo
  • banner aprovação medicina
  • banner aprovados unicamp
  • banner aprovados

Orientação Vocacional

  • Compartilhar
  • Oficina do Estudante no Facebook
  • Oficina do Estudante no Twitter
  • Imprimir Imprimir

Pensando na vida

03 de Janeiro de 2012

Na minha carreira me deparo com um grande número de pessoas, dentre elas: empresários, estudantes, executivos... Enfim, pessoas traçando metas e “desenhando” um plano de vida.
Pensar na carreira é uma constante e deve ser algo planejado com cuidado, com uma dose certa de realismo para não cairmos no “nada”.

Diante disso, o pensar na vida, necessariamente, recai em um planejamento e que consta de algumas perguntas para começar, tais como:

O que você quer ser quando crescer? (Lembre-se: faço essa pergunta para todos que, como eu, repenso a vida e a carreira.) Em que você quer se ocupar? Em que você quer dedicar parte do tempo, para não dizer grande parte do seu tempo? Mais algumas perguntas: Que tipo de vida você quer ter? Uma vida atribulada como a de um executivo em uma grande empresa? Ou uma vida atribulada tocando a sua própria empresa, o seu próprio negócio? Você quer uma vida mais calma, não muito estressada, e que possa trabalhar apenas parte do seu tempo?

Um fato importante: a escolha que você já deve ter feito referente ao curso que pretende fazer deve ter como base um alinhamento entre objetivo de vida e de carreira, pois uma desconexão entre esses universos pode levá-lo à frustração ou mesmo dificultar que você atinja o que realmente deseja.

Mas, o que realmente você quer?
Talvez você ainda não tenha pensado nisso. A maioria das pessoas não tendo este objetivo definido pode dificultar o trajeto.
Estou tentando, nesta coluna, deixar um pouco mais claro o momento de decisão em que você está inserido e, se for possível, auxiliá-lo a se questionar para chegar aonde almeja.

Não considero um momento fácil, mas acredito que, se for bem planejado pode ser um bom momento para você. Lembrando o que um executivo, outro dia, mencionou ao conversar comigo sobre carreira e escolha neste período de vida; que é sair do ensino fundamental e entrar na faculdade ou mesmo optar por um curso técnico: o momento em que você está é apenas o começo e o que você escolher como início de carreira não será necessariamente onde você irá terminar. Ou seja, você está apenas começando uma jornada.

Sendo assim, aproveite a jornada e boa viagem!

Até a próxima!

Daniela Leluddak é orientadora de carreira, palestrante, consultora e coach. Atua no mercado nacional e internacional e tem como foco na carreira profissional o desenvolvimento de pessoas. É presidente da Caddan Brasil, uma associação civil de interesse público, especializada na Orientação de Carreira. Para contato: daniela@caddan.org.br / www.caddanbrasil.org.br


Na minha carreira me deparo com um grande número de pessoas, dentre elas: empresários, estudantes, executivos... Enfim, pessoas traçando metas e “desenhando” um plano de vida.
Pensar na carreira é uma constante e deve ser algo planejado com cuidado, com uma dose certa de realismo para não cairmos no “nada”.

Diante disso, o pensar na vida, necessariamente, recai em um planejamento e que consta de algumas perguntas para começar, tais como:

O que você quer ser quando crescer? (Lembre-se: faço essa pergunta para todos que, como eu, repenso a vida e a carreira.) Em que você quer se ocupar? Em que você quer dedicar parte do tempo, para não dizer grande parte do seu tempo? Mais algumas perguntas: Que tipo de vida você quer ter? Uma vida atribulada como a de um executivo em uma grande empresa? Ou uma vida atribulada tocando a sua própria empresa, o seu próprio negócio? Você quer uma vida mais calma, não muito estressada, e que possa trabalhar apenas parte do seu tempo?

Um fato importante: a escolha que você já deve ter feito referente ao curso que pretende fazer deve ter como base um alinhamento entre objetivo de vida e de carreira, pois uma desconexão entre esses universos pode levá-lo à frustração ou mesmo dificultar que você atinja o que realmente deseja.

Mas, o que realmente você quer?
Talvez você ainda não tenha pensado nisso. A maioria das pessoas não tendo este objetivo definido pode dificultar o trajeto.
Estou tentando, nesta coluna, deixar um pouco mais claro o momento de decisão em que você está inserido e, se for possível, auxiliá-lo a se questionar para chegar aonde almeja.

Não considero um momento fácil, mas acredito que, se for bem planejado pode ser um bom momento para você. Lembrando o que um executivo, outro dia, mencionou ao conversar comigo sobre carreira e escolha neste período de vida; que é sair do ensino fundamental e entrar na faculdade ou mesmo optar por um curso técnico: o momento em que você está é apenas o começo e o que você escolher como início de carreira não será necessariamente onde você irá terminar. Ou seja, você está apenas começando uma jornada.

Sendo assim, aproveite a jornada e boa viagem!

Até a próxima!

Daniela Leluddak é orientadora de carreira, palestrante, consultora e coach. Atua no mercado nacional e internacional e tem como foco na carreira profissional o desenvolvimento de pessoas. É presidente da Caddan Brasil, uma associação civil de interesse público, especializada na Orientação de Carreira. Para contato: daniela@caddan.org.br / www.caddanbrasil.org.br

Conheça outras atividades

Saiba Mais