• banner bolsa de estudo
  • banner aprovação medicina
  • banner aprovados unicamp
  • banner aprovados

Orientação Vocacional

  • Compartilhar
  • Oficina do Estudante no Facebook
  • Oficina do Estudante no Twitter
  • Imprimir Imprimir

Motive-se!

05 de Julho de 2017

Por Priscila Gil Neto
Psicóloga do Colégio Oficina do Estudante

Você deve ter ouvido ao longo do semestre várias palavras de incentivo, certo? E prometeu a você mesmo que esse ano iria estudar como nunca e que nada, nada mesmo, o faria parar até alcançar a meta de passar na universidade dos sonhos, e, melhor ainda, no curso que desejou desde criança. Assim, deu início ao seu ano no curso pré -vestibular, com muita garra e determinação.

Os meses foram passando, aquele entusiasmo foi se perdendo e já não é mais o mesmo! Chegou o segundo semestre do ano, e, quando para pensar, os únicos pensamentos que tem são: estou cansado, com sono, estressado, com saudade de ficar em casa sem fazer nada. Além disso, você tem um sentimento de autopiedade.

A partir daí, começam os questionamentos: mas, será que eu quero ir para essa universidade mesmo? Por que fui escolher o curso mais concorrido? Será que dá tempo de mudar tudo? E outras mil perguntas começam a pairar sobre aquilo tudo que meses antes estava tão decidido.

A resposta para todas essas questões é apenas uma: reencontrar-se com a MOTIVAÇÃO que antes fazia parte constante de seu dia a dia.

Motivação é um impulso que faz com que as pessoas tomem a iniciativa de agir para atingir suas metas; é um elemento essencial para o desenvolvimento do ser humano. Sem ela, é muito mais difícil cumprir algumas tarefas, entre as quais estudar e manter o foco.

Mas como mudar isso?

Elencamos cinco dicas para você manter-se motivado durante os estudos; mas, antes de qualquer dica, é necessário que saiba que nada cai do céu e que por mais que as pessoas ao seu redor gritem palavras de incentivo, que apenas você é quem deve procurar e relembrar suas próprias motivações para cumprir metas e conquistar o seu lugar nas melhores universidades, sem que seja necessário mudar de curso ou de carreira apenas para que haja um prêmio de consolação no final.

#1 - Nosso cérebro aprende pela repetição. Não existe outra maneira de fixar um conteúdo que não seja colocando o mesmo em prática.
“É fazendo que se aprende, aquilo que se deve aprender a fazer” (Aristóteles).

#2 - Já ouviu aquela frase que a grama do vizinho sempre parece mais verde? Se você olhar apenas para o sucesso do outro, irá esquecer das suas próprias metas. Arregace as mangas e se aproxime daquele colega de sala que você acredita ter algo para te acrescentar. Com certeza, poderá aprender algo novo que irá auxiliar na sua forma de estudar. “Sempre que você vir uma pessoa de sucesso, você sempre verá as glórias, nunca os sacrifícios que os levaram até ali” (Vaibhav Shah).

#3 - Para estudar é necessário comprometimento. Uma boa ideia é fazer uma lista diária de metas. E, ao final, recompensar-se com algo que goste (comer aquele chocolate que tanto gosta, assistir àquela serie que adora, sair para passear). Use o bom senso!

“É preciso impor a si mesmo algumas metas para se ter a coragem de alcançá-las” (Benito Mussolini).

#4 – Tenha confiança e acredite em você mesmo. Você acorda todos os dias, assiste a todas as aulas, estuda horas a fio, abdica de várias coisas; então, é chegada a hora de exalar autoconfiança. “Uma chave importante para o sucesso é a autoconfiança. Uma chave importante para a autoconfiança é a preparação” (Arthur Ashe).

#5 - Não espere que o aplauso e reconhecimento venha do outro; você sabe de seus esforços para que tudo dê certo. Muitas vezes ficar esperando ser aprovado por outras pessoas faz com que seu rendimento caia e você acaba perdendo o foco. ”Quem conhece os outros é sábio; quem conhece a si mesmo é iluminado” (Lao-Tsé).

Nunca se esqueça dos seus propósitos, e, se por algum motivo desanimou, respire fundo, faça uma lista de suas metas e prioridades de vida e relembre quantos passos já deu até chegar aqui. Reconecte-se com aquele estudante do início do ano, pois as provas estão chegando.

Bons estudos!


Por Priscila Gil Neto
Psicóloga do Colégio Oficina do Estudante

Você deve ter ouvido ao longo do semestre várias palavras de incentivo, certo? E prometeu a você mesmo que esse ano iria estudar como nunca e que nada, nada mesmo, o faria parar até alcançar a meta de passar na universidade dos sonhos, e, melhor ainda, no curso que desejou desde criança. Assim, deu início ao seu ano no curso pré -vestibular, com muita garra e determinação.

Os meses foram passando, aquele entusiasmo foi se perdendo e já não é mais o mesmo! Chegou o segundo semestre do ano, e, quando para pensar, os únicos pensamentos que tem são: estou cansado, com sono, estressado, com saudade de ficar em casa sem fazer nada. Além disso, você tem um sentimento de autopiedade.


A partir daí, começam os questionamentos: mas, será que eu quero ir para essa universidade mesmo? Por que fui escolher o curso mais concorrido? Será que dá tempo de mudar tudo? E outras mil perguntas começam a pairar sobre aquilo tudo que meses antes estava tão decidido.


A resposta para todas essas questões é apenas uma: reencontrar-se com a MOTIVAÇÃO que antes fazia parte constante de seu dia a dia.

Motivação é um impulso que faz com que as pessoas tomem a iniciativa de agir para atingir suas metas; é um elemento essencial para o desenvolvimento do ser humano. Sem ela, é muito mais difícil cumprir algumas tarefas, entre as quais estudar e manter o foco.

Mas como mudar isso?

Elencamos cinco dicas para você manter-se motivado durante os estudos; mas, antes de qualquer dica, é necessário que saiba que nada cai do céu e que por mais que as pessoas ao seu redor gritem palavras de incentivo, que apenas você é quem deve procurar e relembrar suas próprias motivações para cumprir metas e conquistar o seu lugar nas melhores universidades, sem que seja necessário mudar de curso ou de carreira apenas para que haja um prêmio de consolação no final.

#1 - Nosso cérebro aprende pela repetição. Não existe outra maneira de fixar um conteúdo que não seja colocando o mesmo em prática.
“É fazendo que se aprende, aquilo que se deve aprender a fazer” (Aristóteles).

#2 - Já ouviu aquela frase que a grama do vizinho sempre parece mais verde? Se você olhar apenas para o sucesso do outro, irá esquecer das suas próprias metas. Arregace as mangas e se aproxime daquele colega de sala que você acredita ter algo para te acrescentar. Com certeza, poderá aprender algo novo que irá auxiliar na sua forma de estudar. “Sempre que você vir uma pessoa de sucesso, você sempre verá as glórias, nunca os sacrifícios que os levaram até ali” (Vaibhav Shah).

#3 - Para estudar é necessário comprometimento. Uma boa ideia é fazer uma lista diária de metas. E, ao final, recompensar-se com algo que goste (comer aquele chocolate que tanto gosta, assistir àquela serie que adora, sair para passear). Use o bom senso!

“É preciso impor a si mesmo algumas metas para se ter a coragem de alcançá-las” (Benito Mussolini).

#4 – Tenha confiança e acredite em você mesmo. Você acorda todos os dias, assiste a todas as aulas, estuda horas a fio, abdica de várias coisas; então, é chegada a hora de exalar autoconfiança. “Uma chave importante para o sucesso é a autoconfiança. Uma chave importante para a autoconfiança é a preparação” (Arthur Ashe).

#5 - Não espere que o aplauso e reconhecimento venha do outro; você sabe de seus esforços para que tudo dê certo. Muitas vezes ficar esperando ser aprovado por outras pessoas faz com que seu rendimento caia e você acaba perdendo o foco. ”Quem conhece os outros é sábio; quem conhece a si mesmo é iluminado” (Lao-Tsé).

Nunca se esqueça dos seus propósitos, e, se por algum motivo desanimou, respire fundo, faça uma lista de suas metas e prioridades de vida e relembre quantos passos já deu até chegar aqui. Reconecte-se com aquele estudante do início do ano, pois as provas estão chegando.

Bons estudos!

Conheça outras atividades

Saiba Mais