• banner bolsa de estudo
  • banner aprovação medicina
  • banner aprovados unicamp

Tira Dúvidas

  • Compartilhar
  • Oficina do Estudante no Facebook
  • Oficina do Estudante no Twitter
  • Imprimir Imprimir

Tira Dúvidas - Eleições 2010

30 de Setembro de 2010

Recebemos várias perguntas sobre as eleições e agrupamos todas nesse Tira-Dúvidas:

1) Por que existem apenas 81 senadores, se os deputados federais somam 513?

Isso acontece pois há uma diferença entre o caráter representativo de cada uma das casas do Congresso Nacional. A Câmara dos Deputados tem a função de representar a população do país, por isso as bancadas dos estados têm número diferente de parlamentares – cada estado elege um número de deputados proporcional a sua população; o Acre, por exemplo, elege 8 deputados federais, enquanto São Paulo elege 70.
Já o Senado representa a federação e por isso cada estado, independente do seu número de habitantes, elege 3 senadores (número fixado pela Constituição de 1988).

2)O que são deputados distritais?

Na verdade, os deputados distritais cumprem o mesmo papel dos deputados estaduais. Contudo, o espaço em que se localiza Brasília não corresponde a um estado e sim ao distrito federal – por isso, para fiscalizar o governador daquela unidade são eleitos deputados distritais.

3) É verdade que votando em um deputado eu posso contribuir para a eleição de outro, no qual eu jamais votaria?

Sim, é verdade. Isso porque, no Brasil, vigora o sistema proporcional – as vagas de deputados são divididas a partir da votação que cada partido político recebe. Ou seja: quando votamos no deputado X do partido Y, estamos contribuindo para que esse partido tenha maior número de deputados eleitos; todavia, o candidato X pode não ter tantos votos quanto outros de seu partido, que ganham a vaga graças à votação partidária total.

4) Por que temos eleições em 2 turnos para os cargos do poder executivo (presidente, governadores e prefeitos)?

Para que nenhum candidato seja eleito sem maioria absoluta de votos e, portanto, para que o vitorioso assuma com apoio político suficiente para governar. Se a eleição é um turno só, com pelo menos 3 candidatos competitivos, pode acontecer do vitorioso ter pouco mais de 35% dos votos – resultado suficiente para a vitória sobre os concorrentes, mas pouco representativo: o vitorioso contaria com o apoio de pouco mais de 1/3 dos eleitores.
Com a ida dos dois candidatos mais votados para o segundo turno, o vitorioso terá, obrigatoriamente, mais da metade dos votos – assim, mesmo em eleições muito competitivas, o vencedor terá apoio de mais da metade dos eleitores e assumirá seu posto com maiores condições para governar.

www.oficinadoestudante.com.br


Recebemos várias perguntas sobre as eleições e agrupamos todas nesse Tira-Dúvidas:

1) Por que existem apenas 81 senadores, se os deputados federais somam 513?

Isso acontece pois há uma diferença entre o caráter representativo de cada uma das casas do Congresso Nacional. A Câmara dos Deputados tem a função de representar a população do país, por isso as bancadas dos estados têm número diferente de parlamentares – cada estado elege um número de deputados proporcional a sua população; o Acre, por exemplo, elege 8 deputados federais, enquanto São Paulo elege 70.
Já o Senado representa a federação e por isso cada estado, independente do seu número de habitantes, elege 3 senadores (número fixado pela Constituição de 1988).

2)O que são deputados distritais?

Na verdade, os deputados distritais cumprem o mesmo papel dos deputados estaduais. Contudo, o espaço em que se localiza Brasília não corresponde a um estado e sim ao distrito federal – por isso, para fiscalizar o governador daquela unidade são eleitos deputados distritais.


3) É verdade que votando em um deputado eu posso contribuir para a eleição de outro, no qual eu jamais votaria?

Sim, é verdade. Isso porque, no Brasil, vigora o sistema proporcional – as vagas de deputados são divididas a partir da votação que cada partido político recebe. Ou seja: quando votamos no deputado X do partido Y, estamos contribuindo para que esse partido tenha maior número de deputados eleitos; todavia, o candidato X pode não ter tantos votos quanto outros de seu partido, que ganham a vaga graças à votação partidária total.


4) Por que temos eleições em 2 turnos para os cargos do poder executivo (presidente, governadores e prefeitos)?

Para que nenhum candidato seja eleito sem maioria absoluta de votos e, portanto, para que o vitorioso assuma com apoio político suficiente para governar. Se a eleição é um turno só, com pelo menos 3 candidatos competitivos, pode acontecer do vitorioso ter pouco mais de 35% dos votos – resultado suficiente para a vitória sobre os concorrentes, mas pouco representativo: o vitorioso contaria com o apoio de pouco mais de 1/3 dos eleitores.
Com a ida dos dois candidatos mais votados para o segundo turno, o vitorioso terá, obrigatoriamente, mais da metade dos votos – assim, mesmo em eleições muito competitivas, o vencedor terá apoio de mais da metade dos eleitores e assumirá seu posto com maiores condições para governar.

www.oficinadoestudante.com.br