Tira Dúvidas

  • Compartilhar
  • Oficina do Estudante no Facebook
  • Oficina do Estudante no Twitter
  • Imprimir Imprimir

Por que no inverno sentimos mais fome?

30 de Agosto de 2011

Já reparou que quando a temperatura começa a diminuir, nosso corpo já percebe que o frio está próximo e começa então a emitir sinais como pelos arrepiados e tremores musculares? Mas por mais baixa que a temperatura externa possa estar - dentro de valores aceitáveis - a nossa temperatura interna não muda e se mantém em um nível onde nossos órgãos possam funcionar normalmente, pois somos animais homotérmicos. Quem mantém o corpo em valores normais de temperatura é o metabolismo, que equilibra a nossa temperatura tanto no calor quanto no frio.

Mas o metabolismo humano não funciona sozinho, para exercer sua função ele precisa de ajuda externa, como o corpo humano é uma máquina completa, cada parte é responsável por uma atividade, porém sempre com o auxílio de outra parte, nesse caso o metabolismo conta com a energia produzida pelo nosso corpo através da nossa alimentação, ou seja, tudo o que comemos é processado pelo nosso metabolismo é ele o responsável pelos pesos que ganhamos ou que perdemos, e claramente responsável pela nossa temperatura.

No verão o nosso metabolismo age de maneira regulada, já que ingerimos alimentos leves, praticamos mais atividades físicas e nosso corpo funciona em uma velocidade maior. Agora no inverno o nosso corpo fica mais lento para processar qualquer movimento e atividade então o metabolismo tem que trabalhar dobrado para nos dar energia que precisamos e nos aquecer, ou seja, usa uma quantidade de energia maior para trabalhar, energia essa proveniente dos alimentos. Como as nossas energias são usadas em maior quantidade, é comum sentirmos mais fome, porque é o nosso corpo que expressa essa necessidade de se alimentar para continuar funcionando. E essa alimentação deve ser mais reforçada com alimentos “mais pesados” e de preferência quentes para ajudar no aquecimento do nosso corpo, é isso que permite o nosso coração, pulmão, rim, bexiga e tudo mais funcionarem. E conforme cai a temperatura mais sentimos fome, mais queremos comer, porque o nosso metabolismo trabalha mais conforme esta o nível de temperatura medido em °C, dessa forma nosso corpo produz mais gordura, e essa gordura age como um isolante térmico para nos proteger do frio – por isso que os “gordinhos” sentem menos frio que os “magrinhos”.

Fonte: Blog do Prof° Dino


Oficina do Estudante
Cursinho Pré-Vestibular e Ensino Médio de Campinas
www.oficinadoestudante.com.br


Já reparou que quando a temperatura começa a diminuir, nosso corpo já percebe que o frio está próximo e começa então a emitir sinais como pelos arrepiados e tremores musculares? Mas por mais baixa que a temperatura externa possa estar - dentro de valores aceitáveis - a nossa temperatura interna não muda e se mantém em um nível onde nossos órgãos possam funcionar normalmente, pois somos animais homotérmicos. Quem mantém o corpo em valores normais de temperatura é o metabolismo, que equilibra a nossa temperatura tanto no calor quanto no frio.


Mas o metabolismo humano não funciona sozinho, para exercer sua função ele precisa de ajuda externa, como o corpo humano é uma máquina completa, cada parte é responsável por uma atividade, porém sempre com o auxílio de outra parte, nesse caso o metabolismo conta com a energia produzida pelo nosso corpo através da nossa alimentação, ou seja, tudo o que comemos é processado pelo nosso metabolismo é ele o responsável pelos pesos que ganhamos ou que perdemos, e claramente responsável pela nossa temperatura.


No verão o nosso metabolismo age de maneira regulada, já que ingerimos alimentos leves, praticamos mais atividades físicas e nosso corpo funciona em uma velocidade maior. Agora no inverno o nosso corpo fica mais lento para processar qualquer movimento e atividade então o metabolismo tem que trabalhar dobrado para nos dar energia que precisamos e nos aquecer, ou seja, usa uma quantidade de energia maior para trabalhar, energia essa proveniente dos alimentos. Como as nossas energias são usadas em maior quantidade, é comum sentirmos mais fome, porque é o nosso corpo que expressa essa necessidade de se alimentar para continuar funcionando. E essa alimentação deve ser mais reforçada com alimentos “mais pesados” e de preferência quentes para ajudar no aquecimento do nosso corpo, é isso que permite o nosso coração, pulmão, rim, bexiga e tudo mais funcionarem. E conforme cai a temperatura mais sentimos fome, mais queremos comer, porque o nosso metabolismo trabalha mais conforme esta o nível de temperatura medido em °C, dessa forma nosso corpo produz mais gordura, e essa gordura age como um isolante térmico para nos proteger do frio – por isso que os “gordinhos” sentem menos frio que os “magrinhos”.

Fonte: Blog do Prof° Dino


Oficina do Estudante
Cursinho Pré-Vestibular e Ensino Médio de Campinas
www.oficinadoestudante.com.br